O importante é ter foco

A expressão: “correndo feito uma barata tonta” define bem o comportamento de quem não consegue permanecer focado nas coisas que realmente importam e ficam apenas se preocupando com detalhes que muitas vezes nem são relevantes para o resultado final de uma tarefa. Para ilustrar, vamos imaginar uma taça de sorvete com uma cereja no topo. Pessoas com problema de foco ficam despendendo energia para saber se a posição da cereja no sorvete está centralizada, se o tamanho da cereja é proporcional à sobremesa, enfim, se você não for um fotógrafo publicitário que procura o melhor ângulo para o clique, então está perdendo tempo com “preciosismos” que só atrapalham ou, na melhor das hipóteses, não contribuem em nada para o resultado final. Gente consciente, preocupada com o que realmente importa, investe seus conhecimentos e sua energia no sorvete e o máximo de atenção que dá à cereja é se ela está lá onde deve estar e se é própria para o consumo.

Trazendo o tema para o universo da comunicação, é impressionante como é comum nos depararmos com esta questão no dia-a-dia e o efeito disso muitas vezes é arrasador. Esquecendo-se do que é mais importante, o primeiro sintoma de que o caos está para se instalar é a incapacidade de cumprir prazos, pois ao valorizar-se os detalhes que não têm importância, o que realmente importa vai ficando em segundo plano e não tem jeito, mais cedo ou mais tarde o mais importante terá que ser feito.
Antes que eu seja bombardeada por críticas a este texto em defesa dos detalhes, vou logo dizendo que não me entendam mal: em propaganda e principalmente em propaganda, os detalhes são muito importantes, aliás, são fundamentais. São os detalhes que fazem a diferença em uma produção ou em uma direção de arte impecável. O que está em questão aqui é a condução do trabalho, a proatividade, os meios para se chegar aos fins. Em suma, o “como” fazer as coisas. Não importa se você leitor é cliente, agência ou estudante, num mundo onde o tempo é escasso e os recursos limitados, o caminho mais fácil para a produtividade é retirar tudo que não for essencial e se concentrar no objetivo.autor Miriam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *